NÃO HOJE.

Eu não queria morrer. Não de verdade. Mas eu preciso me salvar. Me salvar de mim mesmo.
Tem sido dias melhores e eu sinto que amadureci. Cresci bastante pra assumir o meu caos e também pra reconhecer os momentos felizes. Mas o cansaço grita enquanto o balanço vai e vem e não traz nenhuma segurança ou estabilidade.
Mas a gente tenta né? Todos os dias insistimos e provamos que somos capazes de muito. O simples fato de permanecer aqui é a maior prova de que somos capazes e fortes, mas agora acho que não me importo mais caso eu venha a parecer um fraco.
Eu me livrei dos meus vícios. Me livrei de todos eles na esperança de me libertar. Na esperança de preencher o vazio com uma vontade de viver. Mas percebi que eu sou uma prisão que tortura, uma prisão da qual eu quero e preciso fugir.
Eu me lembro. Eu sempre fui diferente. Uma pessoa diferente. Uma criança diferente. Mas eu ainda tinha sonhos. Sonhos que me mantiveram acordado por muito tempo mas eu os matei. Eu e o tempo. Nós os matamos em um acordo que ninguém ganhava nada, e agora é tarde, tarde pra sonhar mentiras.
Talvez eu durma um pouco agora, mas antes vou me ajoelhar e rezar, mesmo que… E talvez ao acordar eu seja uma pessoa diferente, uma versão diferente de mim. E aí meus olhos possam enxergar uma explicação pra tudo isso, mas espero que não. Não posso mais me iludir.
É confuso. Eu sei. Querer ficar ao mesmo tempo em que se está indo embora. De pouco em pouco até ir de vez.
Entendo que algumas coisas não devem ser ditas, mas não me importo, não agora. Não mais.
Enfim. Isso não é uma despedida. Não pra hoje. Eu acho.

EU SEI.

Eu sei que dói quando o melhor de você parece não ser o suficiente.
Quando você engole o choro e acredita que assim você não se torna ainda mais fraco.
Quando você precisa se esconder ou fugir porque a solidão não pode te questionar mais do que você se questiona. Mais do que o mundo te questiona.
Sei que é difícil quando você quebra as promessas que fez acreditando que melhoraria sua vida, mas falhou porque sua mente já está habituada demais ao erro e a dor.
Sei que é complicado ter esperanças nas próprias palavras depois de tantas e tantas vezes que você enganou a si mesmo e chegou a se perguntar o porque ainda tá aqui se nada mais faz sentido.
Mas eu sei também que em algum momento você respirou fundo e agradeceu pela vida.
Sei que já se sentiu bem em algum lugar, principalmente na companhia daqueles que te amam.
Sei que aí dentro ainda tem uma faísca que não morre e não se apaga apesar de tudo e que grita pra você continuar todos os dias.
E eu sei que essa dor te ensina a cada instante como se tornar mais forte até chegar o momento que nada poderá te derrubar.
Sei de tudo isso porque eu sou igual a você.
Porque eu já quis ir embora e quase fui.
Porque todo dia preciso lutar contra meus próprios pensamentos pra continuar aqui.
As vezes parece que não vale mais a pena né? Mas aí a vida vem e te dá um pequeno instante bom que vale por todas as dores que você aguentou.
Sabe se você continuar eu juro que logo tudo isso vai fazer um sentido tão grande que você vai se olhar no espelho e sentir orgulho do que você se tornou.
Acredite em mim. Seremos a melhor prova dessas minhas palavras.

Eu vou te guardar dentro do meu coração.

“Às vezes você vai sentir tanta dor que chegará ao ponto de querer ir embora. E talvez ao olhar ao redor você acredite estar sozinho.
Pode ser até que você tente falar, mas eu sei, ninguém entende de verdade até que você faça algo que mostre realmente a “sua frescura” e tá tudo bem.
Aqueles que se foram, se foram porque eram frescos ou fracos demais.
É isso mesmo?
Eu te entendo sabe. De verdade.
Vão dizer que você é louco ou até que foi mimado demais.
Engraçado.
Foi criado errado como dizem.
“devia ter apanhado mais, talvez não fosse assim.”
O que eles sabem realmente?
O que sabem sobre sua mente, sobre tudo o que você carrega? O que sabem sobre sua dor?
Nada. São os donos da verdade e apenas eles sentem os “monstros”.
Os seus são falsos.

Pode ser que você tenha se tornado uma pessoa sentimental demais, e aí que você se sufoque tentando se encontrar nos seus amigos.
Pode ser também que as vezes eles não te entendam e que digam que você precisa mudar porque já ficou chato até mesmo suportar a tua intensidade.
Acho que as vezes você nem sabe mais quem seja você, ou que talvez não consiga nem se lembrar direito das coisas boas que já aconteceram, porque teu peito tá tão acostumado com o vazio que você já nem consiga sentir outra coisa.
Não sei, mas pode ser também que você se perca no mundo. Que chegue ao ponto de querer se punir e se destruir todos os dias e aqueles que te conhecem prefiram dizer algo ruim a alguém quando deveriam te chamar pra uma conversa e dizer que se importam. Que querem te ver bem.
Talvez você faça coisas ruins a si mesmo. Se coloque de lado pra suprir o desejo de alguém apenas por medo de ficar sozinho. Você não suportaria não é? Pois é. Nem eu.
É difícil. Alguns dias são escuros demais e então você só quer alguém pra abraçar, se sentar ao lado e sentir que tem alguém ali, ou então apenas ouvir algumas palavras tranquilas. Mas vão dizer que você precisa sair dessa e outras coisas que não irão te ajudar.
Você só quer ser entendido. Sentido. Mas vão dizer que isso é demais.
Talvez também, seu coração seja grande e você nunca queira culpar ninguém, porque é isso não é? Não é culpa de ninguém.
E não é mesmo. Mas não estamos procurando um culpado, só queremos uma solução…
Pode ser que hoje seja um dia desses, e você se levante. Tome seu banho. Seu café é faça toda a sua rotina sem ninguém querer saber sobre sua vida… Talvez você nem fale nada porque é melhor fingir uma risada, do que ser o fraco, louco, esquisito…
Hoje eu vou fingir. Talvez amanhã também e depois. Até que eu seja o “corajoso” e então finalmente deixe de ser tudo isso… Sei lá.
Enfim. Estou lhe dizendo todas essas coisas porque quero que você entenda também que não está só.
Eu sei. Parece.
Mas eu estou aqui. E eu sinto tudo isso.
Então eu não te apontarei como o mundo.
Eu vou te guardar dentro do meu coração.
Assim como faço todos os dias com qualquer pessoa que queira entrar porque acho que assim eu posso preencher o vazio. Mesmo que isso seja impossível. Mesmo que isso nunca aconteça…
Só.
Mas sabe.
Eu te amo. E isso é a única verdade que eu direi hoje, depois eu vou sorrir. Sorrir e andar por aí.
Até já.”

-Alax Jr.